Notícias

Pedras de gordura obstruem redes de esgoto de Maceió e causam transtornos; Veja vídeo

2222-1

09 de Junho de 2022

2.100 desobstruções já foram realizadas nas redes de esgoto da Região Metropolitana de Maceió

O descarte irregular de lixo nas redes coletoras é um dos maiores desafios do esgotamento sanitário na Região Metropolitana de Maceió. De janeiro a maio, foram realizadas 2.100 desobstruções nas redes de esgoto por equipes especializadas da BRK, empresa responsável pelos serviços de água e esgoto na região, que encontraram materiais como madeira, embalagens plásticas, restos de construção civil e “pedras de gordura” obstruindo as tubulações.

Só no mês de abril, foram limpos 17 poços de unidades de elevação de esgoto, representando um aumento de 88% em relação à média mensal dos três primeiros meses de 2022. O melhor resultado está ligado ao aumento da estrutura da equipe de limpeza de poço úmido, visando melhorar ainda mais a operação dos sistemas de esgotamento sanitário.

Problemas com o retorno do esgoto para dentro do imóvel ou até mesmo a ruptura da tubulação se tornam comuns, principalmente em períodos chuvosos, quando não se há os devidos cuidados. E, para o correto funcionamento dos sistemas de coleta e tratamento dos esgotos, essa rotina de manutenções preventivas e corretivas é essencial.

Confira o vídeo de desobstrução de gordura na rede:

 

Os materiais sólidos também são encontrados durante a limpeza do gradeamento das Estações Elevatórias de Esgoto (EEEs) e se depositam nos poços úmidos dessas unidades. Visando tornar o processo de limpeza de rede de esgoto ainda mais eficiente, a BRK intensificou os serviços de limpeza nos poços úmidos.

Além dos resíduos sólidos, as ligações irregulares de água de chuva nas redes de esgoto também são grandes vilãs do correto escoamento do esgotamento sanitário, podendo ocasionar extravasamento. A rede de esgoto foi dimensionada para receber 99% de material líquido e somente 1% de sólido, e um dos maiores desafios enfrentados pela BRK na Região Metropolitana de Maceió é o descarte irregular de lixo nas redes coletoras e ligações residenciais.

As redes que compõem a estrutura do esgotamento sanitário são todas interligadas, por isso, é necessário que todas as pessoas contribuam e assumam seu compromisso socioambiental, não descartando lixo pelos ralos, pias, vasos sanitários e qualquer outro acesso às redes de esgoto.

Outro grande problema é o descarte irregular de resíduos de cozinha, como restos de comida e, principalmente, óleo e gordura, que são despejados principalmente por residências e estabelecimentos comerciais que produzem alimentos (restaurantes, lanchonetes, hotéis, etc.).

Estes materiais, enquanto estão quentes se apresentam em forma líquida, o que pode dar a falsa impressão de não ser problema; porém, assim que resfriados se solidificam, gerando “pedras de gordura” que obstruem as redes e, muitas vezes, se faz necessária a substituição da tubulação.

Texto: Roberta Meyce

ACOMPANHE NOSSAS OBRAS, AVISOS E TUDO QUE ACONTECE NA BRK DA SUA CIDADE