Cachoeiro de Itapemirim

Escolher outra cidade
Notícias

Obrigatoriedade do uso de máscaras requer atenção ao descarte do resíduo


11 de Maio de 2020


BRK Ambiental orienta sobre destinação adequada e reforça dicas para evitar problemas com as tubulações de esgoto
 
 

Com o início de novas regras de prevenção à Covid-19 e a obrigatoriedade pelo uso de máscaras de proteção facial em ambientes externos em Cachoeiro de Itapemirim, conforme o decreto municipal nº 24.414, se faz necessário redobrar a atenção quanto ao descarte desse tipo de material quando houver a necessidade de uso das máscaras descartáveis, que são uma opção além das tradicionais de pano.
 
No Brasil, segundo dados do mais recente Panorama de Resíduos Sólidos divulgado pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), cerca de 6 milhões de toneladas de resíduos recebem destino inapropriado todos os anos. E parte dessa destinação inadequada acaba chegando ao sistema público de esgoto.
 
Em Cachoeiro de Itapemirim, a BRK Ambiental, responsável pelos serviços de esgoto no município, recolhe mensalmente, em média, 20 toneladas de lixo do sistema de esgoto. Somente no ano passado, foram mais de 240 toneladas. Entre eles, restos de comida, fios de cabelo, fio dental, preservativos, cotonetes, guimbas de cigarro, absorventes, sacolas plásticas, chupetas, dentadura e, até mesmo, fraldas descartáveis.
 
“O sistema, contudo, não está preparado para receber esses materiais, que podem obstruir as redes e bloquear a passagem do esgoto. Todo esse resíduo é removido durante os atendimentos às ocorrências de entupimentos, em manutenções de redes e nas grades das estações de tratamento de esgoto. Os resíduos sólidos encontrados e removidos do sistema de esgoto são direcionados pela empresa para seu destino adequado, ou seja, aos aterros sanitários”, explica Romenique Meireles, responsável pela Qualidade, Segurança, Saúde e Meio Ambiente (QSSMA) da BRK Ambiental.
 
Segundo ele, muitas pessoas ainda não se sensibilizaram quanto ao descarte apropriado de resíduos sólidos, situação que pode ser agravada com o descarte de máscaras no sistema público de esgoto. “Essenciais como medidas de prevenção a Covid-19 e obrigatórias em Cachoeiro de Itapemirim nas ruas para controle da propagação do novo coronavírus, as máscaras descartáveis devem receber uma destinação adequada e, especialmente, consciente, porque podem carregar bactérias, vírus, entre outros agentes”, afirma Romenique Meireles.
 
Ele enfatiza que lugar de máscara é no lixo comum, nunca no reciclável. “Além disso, ela deve ser retirada com cuidado e acondicionada em sacos plásticos”, afirma.
De acordo com a Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES), ao retirar a máscara do rosto deve-se colocá-la dentro dos sacos plásticos e acondicioná-lo dentro do lixo do banheiro, que é considerado lixo comum que vai para o seu destino sem nenhum contato. Também é fundamental lavar bem as mãos em seguida.
 
“Esgoto não é lixo”, reforça em suas recomendações sobre o tema o Engenheiro responsável pela Qualidade, Segurança, Saúde e Meio Ambiente (QSSMA) da BRK Ambiental em Cachoeiro de Itapemirim.
 
Outras dicas de como fazer a destinação adequada de resíduos e manter sempre em bom funcionamento o sistema de esgoto podem ser encontradas no Blog da BRK Ambiental - https://blog.brkambiental.com.br/


 

ACOMPANHE NOSSAS OBRAS, AVISOS E TUDO QUE ACONTECE NA BRK AMBIENTAL DA SUA CIDADE