Tratamento de Esgoto

 

Quando o contrato de concessão da BRK teve início, em 1995, Limeira contava com 78% de esgoto coletado e volume de tratamento de apenas 2%. 

Hoje, 100% da população que vive na área urbana da cidade é atendida com os serviços de coleta, afastamento e tratamento de esgoto doméstico. Uma conquista muito importante, que impacta diretamente no cotidiano da população, uma vez que os sistemas de coleta e tratamento de esgoto são fundamentais para prevenir a contaminação e transmissão de doenças.

Como parte do nosso compromisso com a sustentabilidade, nossa atuação em Limeira engloba também o desenvolvimento de ações para a melhoria da qualidade dos rios e córregos de zona urbana, o que inclui o trabalho de despoluição de 99% dos cursos de água que cortam o município. 

Além disso, nos últimos anos a BRK realizou o plantio de 60 mil mudas de árvores nativas. O objetivo foi promover e proporcionar a revitalização e a preservação da Bacia do Ribeirão Pinhal, possibilitando maior produção hídrica nesta importante região de manancial de abastecimento de Limeira. 

Estação Elevatória de Água Bruta Jaguari em Limeira - SP

 

Estações de Tratamento de Esgoto

A BRK em Limeira conta com três estações de Tratamento de Esgoto (ETEs). Saiba mais sobre o funcionamento de cada uma delas.

 

ete-tatu-2021

Maior estação de tratamento de esgoto de Limeira,  a ETE Tatu está passando por um processo de ampliação. Os trabalhos consistem na modernização da ETE para que o sistema de tratamento do efluente seja terciário, considerado um dos mais eficientes que existem, com 97,7% de remoção de matéria orgânica. 

tecnologia utilizada é a holandesa Nereda®, cujo o princípio do tratamento é por lodo aeróbio granular. No total, R$ 120 milhões foram investidos na obra de implantação do sistema, que elevou a eficiência do tratamento de esgoto e contribui consideravelmente para qualidade da água do Ribeirão Tatu. A ETE Tatu é responsável por tratar 80% dos esgotos gerados em Limeira.

Em termos de volume, é uma das maiores estações de tratamento a nível terciário da região, com capacidade de tratamento de 660 litros por segundo de esgoto. Com isso, o Ribeirão Tatu é beneficiado, pois recebe um efluente com tratamento superior e com menor impacto para o meio ambiente. 

 

Níveis de tratamento

 

Primário

O tratamento primário faz a remoção de sólidos grosseiros, areia e gordura por meio da passagem do efluente em grade e desarenador e posterior decantação, com a separação dos demais sólidos, digestão e secagem do lodo. 

 

Secundário

Tratamento biológico do esgoto, com a remoção de matéria orgânica dissolvida por meio de reações bioquímicas realizadas por microrganismos como bactérias e fungos.

 

Terciário

Remoção de compostos específicos não biodegradáveis e outros compostos que possam ser tóxicos com a utilização de radiação ultravioleta. 

 

 

02-ete-agua-da-serra-2021

Em operação desde 2010, a ETE Água da Serra atua nos níveis de tratamento de esgoto primário, secundário e com desinfecção final.

 

ete-lopes-2021

A estação de tratamento Lopes opera por meio de lagoas de estabilização. O esgoto é conduzido para as lagoas, onde tem sua matéria orgânica estabilizada por meio da adição de compostos químicos e a ação de bactérias que realizam a oxidação dos resíduos. Após o processo, o efluente é lançado de volta na natureza.

 

ACOMPANHE NOSSAS OBRAS, AVISOS E TUDO QUE ACONTECE NA BRK DA SUA CIDADE