Notícias

Dia Mundial da Saúde: papel do saneamento na prevenção e no combate às doenças

08 de abril de 2022

Comemorado no dia 07 de abril, o Dia Mundial da Saúde alerta para o papel essencial dos serviços de saneamento, que contribuem para prevenir doenças e promover a saúde e a qualidade de vida da população. Em atenção à data, a BRK destaca a importância dos investimentos nos serviços prestados relacionados aos aspectos sociais, ambientais e econômicos.

Abastecimento de água potável e tratamento de esgoto estão diretamente ligados à qualidade de vida, desenvolvimento humano e prevenção de inúmeras doenças. De acordo com o ranking do saneamento, divulgado pelo Instituto Trata Brasil (base de  dados do Sistema Nacional de Informação sobre Saneamento do ano de 2020), a ausência de acesso à água tratada atinge quase 35 milhões de pessoas e 100 milhões de brasileiros não têm acesso à coleta de esgoto, refletindo em centenas de pessoas hospitalizadas por doenças de veiculação hídrica.
 
O ranking revelou ainda que apenas 50% do volume de esgoto gerado no país recebe tratamento. Durante a pandemia, o saneamento mostrou-se ainda mais importante no combate e prevenção de doenças. Os cuidados redobrados com os bons hábitos de higiene, como tomar banho e lavar as mãos com frequência demonstraram que o acesso a água, assim como os serviços de coleta e tratamento de esgoto são essenciais para o controle da Covid 19.

Sendo assim, o saneamento básico tem um papel crucial para a melhoria de vida da população. O conceito está relacionado com o controle e a distribuição dos recursos básicos (captação, tratamento e distribuição de água; esgoto sanitário; coleta e destino adequado do lixo; limpeza pública; drenagem e manejo das águas pluviais), tendo em conta o bem-estar físico, mental e social, ou seja, contribuindo para a proteção da saúde da população. Quando o acesso ao serviço é feito de forma adequada, as pessoas deixam de ser expostas diretamente a inúmeros causadores de doenças, vírus, bactérias e micro-organismos que se desenvolvem em ambientes insalubres. Água limpa e de qualidade, assim como a devida coleta e tratamento dos esgotos, evitam doenças de veiculação hídrica, como diarreia, leptospirose, hepatite A, micoses de pele e verminoses.

Os serviços de tratamento de esgoto também impedem ambientes propícios para a reprodução do mosquito transmissor da dengue, Zika e Chikungunya.  Para Karine Mourato, Coordenadora de Responsabilidade Socioambiental da BRK, as questões de saúde impactam em menos faltas no trabalho e à escola, o que consequentemente aumenta o índice de educação e desempenho e influencia positivamente todo o ciclo social e seu entorno. “Além disso, é possível observar o aumento na empregabilidade, a diminuição do abandono precoce aos estudos e a preservação do meio ambiente, fatores chaves para o crescimento da qualidade de vida e desenvolvimento humano”, pontua Karine.

ACOMPANHE NOSSAS OBRAS, AVISOS E TUDO QUE ACONTECE NA BRK DA SUA CIDADE