Notícias

BRK Ambiental reduz 70% da emissão de gases no ar de Rio Claro

Gases causadores do efeito estufa são reduzidos com tratamento de esgoto
 
Nesta semana em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, a BRK Ambiental de Rio Claro tem dados positivos inclusive quando o assunto é poluição do ar, tema escolhido pela Organização das Nações Unidas (ONU) para pautar as atividades em 2019. A concessionária reduziu nos últimos anos em até 70% a emissão de gases à atmosfera graças ao elevado volume de esgoto tratado nas estações em operação no município.
 
Durante o tratamento, que em Rio Claro caminha para a totalidade, com 16 bilhões de litros de esgoto tratados por ano com alta eficiência, os microrganismos formam gases, principalmente, os gases metano, sulfídrico e carbônico. Eles são resultantes de processos que ocorrem na digestão biológica no tratamento, o que também ocorreria em maiores diferentes condições caso este mesmo volume não fosse tratado, conforme realidade atual em grande parte do território nacional. Esta diferença entre gases gerados nos cenários anteriores e atuais, influencia diretamente na qualidade do ar.
 
Neste contexto, há o efeito adicional das unidades de tratamento com sistema de queima de gases, onde o gás metano gerado e coletado é transformado em gás carbônico, que é 21 menos prejudicial, antes de ser liberado para a atmosfera, assim como modernas tecnologias aplicadas nas estações mais recentes.
 
Ao ano, por meio do tratamento de esgoto, Rio Claro reduz em torno de 70% de gases potenciais liberados para a atmosfera, medidos em gás carbônico equivalente. Esse trabalho é fundamental, pois os estes, estão entre os principais responsáveis pelo efeito estufa. Segundo dados de pesquisas disponibilizadas, somente a concentração do metano na atmosfera dobrou em 250 anos, sendo responsável por 20% do efeito estufa.
 
Os dados de Rio Claro chamam a atenção por ajudarem a preservar a qualidade do ar na cidade, assim como em toda a região e o ecossistema ambiental. “O próprio esgoto in natura quando é lançado sem tratamento em rios e córregos tem potencial gerador desses gases e demais poluentes. Quando avaliamos que há cidades que tratam pouco esgoto, ou sequer tratam, constatamos a situação privilegiada de Rio Claro também em relação aos gases presentes no ar, como pretende alertar a campanha deste ano da ONU”, aponta Alexandre Leite, gerente operacional da BRK Ambiental Rio Claro.
 
O trabalho da concessionária colabora para que a cidade consiga reverter dados negativos quanto à qualidade do ar na última década. Levantamentos disponíveis no site da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB), realizados em 2015 e em 2018, apontam para o comprometimento da qualidade do ar na cidade. Isso se dá principalmente pelas atividades extrativistas e industriais da região.
 
Além do esgoto tratado, novas tecnologias utilizadas e queima dos gases, a BRK Ambiental Rio Claro tem outras ações que também contribuem diretamente para a melhora da qualidade do ar e da saúde pública, como o plantio de árvores. Desde o início das atividades no município, a concessionária realizou o plantio de 47 mil mudas. Ações como esta oferecem diversos benefícios para as fontes de água e, consequentemente, para a saúde da população.

 

ACOMPANHE NOSSAS OBRAS, AVISOS E TUDO QUE ACONTECE NA BRK AMBIENTAL DA SUA CIDADE