Notícias

BRK Ambiental orienta: saiba o que fazer para evitar problemas com a rede de esgoto

15 de Outubro de 2018

Descarte adequado dos resíduos e limpeza da caixa de gordura são medidas eficazes contra os entupimentos.

A famosa expressão popular “tudo o que vai, um dia volta” pode exemplificar de modo bastante realista o sistema de esgoto dos municípios. Casos de entupimentos e extravasamentos nas tubulações de esgoto são, na maioria das situações, provocados por lixo descartado em local inadequado.

Sabe aquele resto de comida que foi jogado na pia da cozinha? E aquele papel higiênico descartado pelo vaso sanitário? Tem ainda o óleo vegetal que, em vez de ser reaproveitado, foi lançado no ralo. Todos estes resíduos que, em algum momento, foram destinados para a rede de esgoto, retornarão trazendo algum tipo de problema, seja entupimento das ligações ou das redes, extravasamento das tubulações ou até retorno de esgoto para dentro dos imóveis.

A BRK Ambiental, maior empresa privada de saneamento do Brasil, responsável por serviços públicos como abastecimento de água e coleta e tratamento de esgoto, alerta para alguns cuidados que a população deve ter para evitar transtornos com a rede de esgoto.

Em Rio Claro, por exemplo, mesmo a BRK mantendo uma rotina preventiva contínua de limpeza das redes, a empresa tem contabilizado aumento dos atendimentos motivados por ocorrências de entupimentos. De 2017 a 2018, o crescimento dos casos é de cerca de 3%. Só neste ano – de janeiro a agosto – a empresa já realizou 2.047 operações de desentupimentos; cerca de 255 atendimentos por mês somente para este tipo de ocorrência.

“O uso correto do sistema de esgoto deve ser um hábito e, principalmente, um compromisso de todas as pessoas. A maneira como cada indivíduo utiliza o sistema de esgoto reflete diretamente em sua estrutura, e pode causar prejuízos à saúde e ao meio ambiente quando utilizado de forma incorreta”, esclarece o coordenador de redes da BRK Ambiental, Luiz Henrique Batista Ramos. Ele informa ainda que, durante o trabalho de limpeza das redes e das ligações de esgoto, os materiais mais encontrados são resíduos sólidos, como fio dental, papel, absorvente e peças plásticas, e a gordura proveniente do descarte do óleo de cozinha pelos ralos das pias.


Para evitar a obstrução das redes, Ramos orienta que as pessoas não joguem lixo e óleo de cozinha pelas instalações sanitárias das casas, ou seja, pelos ralos, pias e vasos sanitários de qualquer parte da casa. “Esgoto não é lixo”, ele reforça.

ORIENTAÇÕES

•    O óleo de fritura, depois de utilizado no preparo dos alimentos, deve ser armazenado em garrafas plásticas e destinado a pontos de coleta que farão o recolhimento deste resíduo e sua destinação para empresas que o adotam como matéria-prima.

•    Para evitar transtornos com as tubulações de esgoto dentro dos imóveis, a recomendação é fazer uso das caixas de gordura e mantê-las sempre limpas.

•    Todo imóvel deve ter uma caixa de inspeção acessível, na calçada ou próxima da mesma, para que seja possível identificar problemas no esgotamento e para realizar a manutenção das ligações de esgoto. 

•    Todo imóvel deve manter separadas as redes de esgoto das tubulações de água pluvial (água de chuva). 

Os entupimentos das redes e ligações de esgoto, além de causarem prejuízos como transbordamento em vias públicas e riscos ao meio ambiente, também podem contribuir para a proliferação de doenças. Deste modo, é a conscientização coletiva sobre o tema é fundamental.

A BRK Ambiental incentiva a população a conhecer mais sobre a importância do uso correto das redes de esgoto. Entre em contato conosco pelo nosso atendimento online e tire suas dúvidas ou nos informe sobre qualquer problema.

 

 

ACOMPANHE NOSSAS OBRAS, AVISOS E TUDO QUE ACONTECE NA BRK AMBIENTAL DA SUA CIDADE