Notícias

BRK Ambiental inicia terceira fase da obra da adutora do Picerno em Sumaré

A BRK Ambiental, empresa responsável pelos serviços de saneamento de Sumaré, iniciou na última sexta-feira, dia 28, a terceira fase da obra de implantação da nova adutora de água tratada do Picerno. A intervenção vai melhorar o abastecimento de água na região, onde vivem cerca de 35 mil pessoas.

O investimento da concessionária é de R$ 3 milhões. Esta fase da obra tem 300 metros de extensão, ocorre entre as ruas Joaquim Raposeiro, Praça Rotary Club e Rua Cézar Moranza e inclui a travessia sobre o Ribeirão Quilombo.

A obra foi dividida em quatro fases e, no último mês, foi concluída a Fase 1 trecho entre a rua César Moranza e o Centro de Reservação Carlota, na rua Presidente José Linhares. A Fase 2, que vai da rua Iside Michelucci Bianchi, próximo à Estação de Tratamento de Água I até a rua Bandeirantes, na região central, está 70% concluída.

O traçado da adutora foi definido com a preocupação de causar o menor impacto possível ao transito, porém as vias terão interdição parcial e, em alguns pontos de travessia de ruas, serão necessárias interdições totais pontuais, que serão comunicadas com antecedência à população e, prioritariamente, realizadas em dias e horários de menor fluxo de veículos.

No total, a nova adutora terá 3,5 quilômetros de extensão e será responsável por levar água tratada da ETA I, estação de tratamento de água localizada na Vila Menuzzo, para o Centro de Reservação Carlota, na Vila Carlota. Ela será de PVC, material mais resistente, na maior parte do traçado e de ferro fundido em um trecho mais baixo da cidade, onde a pressão de água é mais elevada.

Com isso, serão evitados rompimentos em decorrência da maior pressão da água. “A adutora atual é de 1985 e de fibrocimento, material muito suscetível a rompimentos. Com a troca reduziremos consideravelmente as intermitências no abastecimento”, explica Cleber Salvi, gerente de Operações da BRK Sumaré.

Além disso, a idade e o material da adutora atual permitem a incrustação de partículas nas paredes internas que, em momentos de variação de volume da água que passa pela tubulação, se desprendem, o que pode gerar coloração amarelada da água. “Tubulação nova e sem intermitências resolverão em definitivo o problema de coloração da água”.

Outra alteração é no diâmetro da adutora. A atual é de 350 milímetros e a que será implantada é de 400 milímetros, já prevendo o crescimento da população e, com isso, da demanda futura de água. Com a adutora de diâmetro maior a capacidade de transporte de água passará de 80l/s para 130l/s.

Em caso de dúvidas, a empresa coloca à disposição da população o telefone 0800 771 0001.

 

ACOMPANHE NOSSAS OBRAS, AVISOS E TUDO QUE ACONTECE NA BRK AMBIENTAL DA SUA CIDADE