Notícias

Captação de água bruta da BRK Ambiental no rio Atibaia tem aumento de 25% na vazão

30 de Setembro de 2019

Avanço foi possível devido às obras de ampliação e modernização do local

As obras de ampliação e modernização da captação de água bruta do rio Atibaia, que estão sendo realizadas pela BRK Ambiental, concessionária responsável pelos serviços de água e esgoto de Sumaré, já possibilitaram o aumento da vazão de 600 litros por segundos para 750 l/s, ou seja, um incremento de 150 l/s de água para a população de Sumaré.

O aumento foi possível após a construção de uma nova elevatória de bombeamento de água, com bombas novas e de maior potência, que são responsáveis por bombear a água captada pelas  adutoras de água bruta que direcionam a água para a ETA II, estação de tratamento de água no Parque Itália, responsável pelo abastecimento de 70% da população de Sumaré. 

Além disso, a construção de uma nova subestação de energia e  a reformulação de todo o sistema elétrico também contribuíram para esse aumento na vazão. 

“O avanço representa um aumento de 25% da vazão que, além de garantir segurança operacional, possibilita o crescimento sustentável da cidade e segurança hídrica, uma vez que é possível abastecer mais cerca de 50 mil pessoas com essa nova vazão”, explica Fernando Mangabeira, diretor da BRK Ambiental em Sumaré. 

As obras na captação do Atibaia continuam e, atualmente, a concessionária realiza a desmontagem das bombas antigas e a instalação das cinco novas bombas submersíveis na elevatória de baixa carga. “Elas serão responsáveis por bombear a água do rio Atibaia para o desarenador e poço de sucção da nova elevatória que foi construída, onde posteriormente a água é bombeada pelas bombas horizontais para a ETA II”, explica Fernando.

Também já foi iniciada este mês a instalação do Sistema de Geração e Dosagem de Hipoclorito que terá a função de realizar a pré-cloração da água até que chegue na estação de tratamento de água. “Esse sistema permite a produção de hipoclorito no próprio local, de maneira automatizada e segura”, ressalta o diretor.

“A cloração a partir da Captação tem o objetivo de garantir a qualidade da água e assegurar a eficiência do processo de desinfecção, ou seja, a ação do hipoclorito será mais efetiva uma vez que contará com o tempo ideal da captação até a ETA II. Será aplicado hipoclorito na água captada já na saída do bombeamento e neste percurso pelas adutoras até a ETA II – cerca de 6 km – haverá o tempo de contato do produto, dentro das adutoras que fazem esse transporte, melhorando o processo de desinfecção da mesma”, complementa Mangabeira. 

Obras complementares
A captação do Atibaia é responsável por abastecer a ETA II, estação de tratamento de água localizada no Parque Itália, que é responsável pelo abastecimento das regiões do Nova Veneza, Área Cura, Picerno, Maria Antônia e Matão, que representam 70% do município de Sumaré. 

Essa estação também está em obras de modernização e ampliação, desde junho de 2018, para que seja possível ampliar a capacidade de tratamento para os mesmos 750l/s. “As obras na ETA II e na Captação do Atibaia são complementares e o objetivo é remodelar ambos os locais para que além de ser possível captar mais água, também seja possível produzir água com mais qualidade para a população de Sumaré”, explica Fernando Mangabeira, diretor da unidade.

Interrupções no abastecimento
Nesta etapa da obra, não será necessário realizar interrupções no abastecimento de água da população. 

Em caso de dúvidas a população pode entrar em contato com a concessionária pelo 0800 771 0001. A ligação é gratuita e o atendimento funciona 24 horas por dia.

ACOMPANHE NOSSAS OBRAS, AVISOS E TUDO QUE ACONTECE NA BRK AMBIENTAL DA SUA CIDADE